(67)9.9689-6848 - Entre em contato e vamos conversar!
Escolha uma Página

O mercado de trabalho anda mais concorrido do que nunca, e a escassez de empregos tornou a “batalha” por um emprego ainda mais acirrada, tornando a jornada para encontrar um trabalho, se recolocar ou mudar de carreira um local onde apenas os realmente “bons” sobrevivem.

E grande parte dessa sobrevivência se deve a uma coisa simples, mas que faz total diferença na hora de você ser escolhido ou não para uma entrevista: seu currículo.

Qualquer pessoa sabe da grande importância que o currículo tem em nossa vida profissional, ou pelo menos, deveria, pois os profissionais de RH, mesmo hoje, ainda se deparam com currículos minimamente aceitáveis.

E com certeza você não quer ser um desses candidatos que tem o currículo descartado pelo selecionador em uma única olhada rápida, certo? E foi com esse pensamento que desenvolvemos esse artigo, na qual você candidato poderá aprender em 5 tópicos em como escrever um currículo ideal chamando atenção positivamente de qualquer recrutador.

A importância de um segundo idioma: ter inglês é muito importante

Quando pensamos em segundo idioma o inglês vem em primeiro lugar, isso leva em conta a importância mundial da língua para o mundo. O mundo dos negócios, em suma, tem o inglês como a idioma mundial, então para o mercado de trabalho o inglês se tornou mais que obrigatório.

Todavia, para dimensões continentais, o Brasil sendo um dos mais importantes, senão o mais importante país da América do Sul deveríamos reavaliar o espanhol como idioma de valor e influência, já que em nossas fronteiras esse é o idioma oficial.

Assim, ao procurar emprego e, consequentemente, definir uma empresa de desejo é interessante pensar qual idioma que lhe trará mais oportunidades. Por exemplo, se o seu pensamento é de criar carreira no Santander, empresa espanhola com sede em Boadilla del Monte – Espanha, talvez faça mais sentido aprender espanhol.

Nesse tópico vamos focar no inglês, já que uma pesquisa realizada pela consultoria Robert Half identificou que para 80% de 100 diretores de RH ser fluente em inglês é imprescindível para assumir cargos exponenciais. Diante desses dados, é inaceitável que apenas 5% dos brasileiros falem a língua do Tio Sam, e apenas 1% apresente algum grau de fluência (segundo uma pesquisa da British Council).

Com essas informações na mão se você sempre postergou aquele curso de inglês porque não gosta ou não “tem tempo”, esse é o momento para repensar nas suas atitudes e começar logo um curso de idiomas.

Quer se candidatar para vagas em grandes empresas? Aprender inglêsdeve ser um dos seus primeiros passos, porque sem uma boa fluência no idioma seu currículo não será nem considerado para estas vagas.
Sendo assim a primeira dica é que junto ao currículo em português, seja enviado uma cópia em inglês, que pode ser o diferencial que te destaque dos melhores candidatos.

Não esqueça de falar dos projetos que você já participou

Sabe aquele trabalho voluntário que você fez há alguns anos atrás? Não esqueça de falar sobre ele no seu currículo, desde que ele, de alguma, forma possa estar correlato com a vaga ou com a empresa que você está enviando seu currículo, se a empresa, por exemplo, se dedica à realizar ações sociais você somará pontos com os avaliadores, isto porque os trabalhos voluntários sempre chamam atenção dos recrutadores e, consequentemente, dá um grande destaque no seu resumo profissional.

Trabalhos voluntários demandam tempo, dedicação, proatividade e autonomia por parte do candidato, tudo isso sem qualquer tipo de remuneração material, assim podemos dizer que os trabalhos voluntários são a cereja do bolo para os recrutadores (desde que você esteja sim, por meio do seu cv, atendendo os requisitos para vaga), e podem ser a diferença final para sua contratação, sendo mais uma ferramenta que pode ajudá-lo a destacar seu currículo.

Outra dica preciosa, para alcançar o currículo ideal e eficiente, é discorrer e detalhar projetos que você pôs em prática no seu antigo trabalho, projetos que trouxeram melhorias para sua equipe e, consequentemente, para a empresa. Procurar trazer resultados práticos são extremamente importantes para os avaliadores atestarem sua capacidade de realizar as tarefas que lhe serão atribuídas na vaga.

Os projetos criados na época da faculdade também são super válidos, principalmente para recém-formados, já que podem demonstrar habilidades e feitos que serão necessários na posição pretendida, novamente a dica aqui é detalhar experiências acadêmicas na área de atuação da vaga ou habilidades correlatas.

Não deixe de fora os cursos e eventos que já participou

Lembra que falamos lá no começo do texto como o mercado tornou-se ainda mais concorrido devido a escassez de empregos? Pois bem, uma das armas para deixar seu currículo ainda mais elegível mesmo em tempos de crise, é falar sobre os cursos e eventos que você já participou.

 Aliás, realizar cursos pertinentes a sua área é muito importante, isso deixará você a frente de outros candidatos, então, além de contar os cursos que você já fez, procure realizar novos, isso te deixará ainda melhor qualificado para o mercado de trabalho.

Hoje há várias empresas que fornecem cursos online, pagos e até mesmo gratuitos, que podem tornar seu currículo mais interessante. Algumas dessas empresas oferecem até mesmo formações completas e específicas em áreas técnicas, o que sempre será bem visto por recrutadores, demonstrando capacidade de execução e realização.

Além dos cursos livres, as pós-graduações também vêm se tornando um grande diferencial nos resumos profissionais, podendo aumentar sua renda em até 12,4%. Esse é o momento certo para você começar aquele seu projeto de pós graduação que estava guardado na gaveta e fazer um curriculo atualizado.

Ao colocar essas informações você mostra ao recrutador que você se dedica a sua carreira profissional e se esforça para desenvolver e aprimorar suas habilidades, uma qualidade muito valorizada no mercado de trabalho, chegando mais próximo do currículo ideal esperado pelos avaliadores.

Seja sincero(a) quanto às suas experiências

Além de ter tornado o setor muito mais competitivo, a crise no mercado de empregos trouxe outro problema: as mentiras, que inclusive foi motivo de um de nossos artigos no blog, que você pode conferir em: Mentira e Currículo: Um casal que não dá match.

Na ansiedade de arrumar um trabalho a qualquer custo, os profissionais começaram a mentir em seus currículos, o que pode ser agravado em tempos de crise.

Mentir no seu resumo profissional é como tapar o sol com a peneira. Você pode até passar despercebido na primeira análise do currículo e ser chamado para uma entrevista, mas e depois?

Obviamente os recrutadores colocarão suas habilidades em prova, e como realizar algo que você não sabe fazer? É melhor contar a verdade e evitar esse constrangimento.

Seja sincero sobre suas habilidades. Nada de mentir, colocando que exercia mais de uma atividade nas empresas anteriores que trabalhou ou o tempo que ficou em cada uma delas, seja preciso e sincero em suas atribuições e nos resultados que foram alcançados em experiências anteriores.

Nesse cenário ao ser questionado pelo avaliador você estará mais do que capacitado para responder as indagações, podendo se destacar nas repostas e demonstrar todas as habilidades e experiências adquiridas durante sua trajetória profissional.

Capriche na formatação

Lembra daquele velho ditado: a primeira impressão é a que fica? No caso de formatações mal feitas, fica mesmo. Antes de fazer uma análise mais profunda do seu currículo, ele precisa estar atraente ao primeiro olhar do recrutador e, principalmente, destacando suas principais realizações.

E um currículo com um visual não atraente não chamará sua atenção. Por isso, capriche na hora de editar o documento. Separamos algumas dicas para poder fazer uma formatação mais correta:

  • Para começar, escolha fontes simples, como Arial ou Times, fontes com muitos detalhes ou robustas podem prejudicar a leitura do selecionador;
  • O tamanho também é importante, use tamanho 12 para as informações gerais, 14 subtítulos e 18 no seu nome;
  • Você também pode usar alguns recursos para destacar certas informações, como os nomes das empresas que já trabalhou. Para isso, use a função negrito;
  • Aconselhamos também a não colocar informação demais, isso polui o documento. Coloque toda a sua experiência, mas seja sucinto. Duas folhas é o bastante;
  • Outro ponto importante são os erros ortográficos. Se o selecionador identificar algum erro ortográfico no seu currículo, fatalmente será descartado automaticamente.

Na hora de montar o documento, não esqueça de revisá-lo, mais de uma vez, se for preciso. Você não vai querer ser desclassificado porque cometeu um erro de digitação, certo?

Mesmo achando que o seu currículo tem todas as informações necessárias, abra-o, de uma olhada, algo pode ter passado despercebido e você pode sempre melhorar as informações.

Nessa nova checagem, você pode achar algo que tenha te deixado fora das entrevistas. Prevenir nunca é demais.  E claro, não esqueça de sempre atualizar seu dados para o recrutador poder acha-lo com facilidade. Agora, é só colocar a mão na massa.

Conclusão: Currículo Ideal

O mercado de trabalho vem se tornando um ambiente extremamente competitivo seja pela crise instaurada em nosso país, ou pela constante evolução das exigências requeridas no mundo dos negócios, escrever um currículo ideal com uma boa formatação e relevante está se tornando uma atividade complexa.

Entretanto para aqueles que conseguem desvendar a fórmula de como fazer um currículo eficiente suas chances de conseguir a vaga de emprego são aumentadas, procurar destacar algumas dicas para você criar um modelo de currículo que te ajude na busca por emprego.

Deixe seu comentário sobre dúvidas de como fazer seu currículo ideal para o mercado de trabalho e também críticas e sugestões para novos temas.

Acompanhe nosso blog em: currículos blog e não perca um conteúdo de qualidade.

Share This
%d blogueiros gostam disto: